Prepare-se para deixar de fumar!

PRIMEIRO PASSO:

Tome uma decisão positiva ao parar de fumar.
Evite pensamentos negativos sobre o quão difícil possa ser. Faça uma lista de todas as vantagens com que você será beneficiado se parar de fumar: saúde, sociais, econômicas, ecológicas e outras.

Estabeleça uma data – o dia D.
Escolha uma data especial, como o dia de ano-novo, do seu aniversário ou de algum familiar que o incentive a parar de fumar e comprometa-se com essa data, comunicando antecipadamente a todas as pessoas de seu relacionamento familiar, profissional e social. Vamos chamar essa data de dia D. Estabeleça um prazo razoável para que você possa se preparar para esse dia, comunicar e compactuar a decisão com seus amigos. Se você fuma muito no trabalho e quiser parar durante as férias, então você já deve comprometer-se a não fumar quando voltar ao trabalho.

Tenha expectativas realistas.
Parar não é fácil, mas também não é impossível. Você pode ter sintomas de abstinência ao cigarro, como irritabilidade, boca seca, fome, insônia, dificuldade de concentração e, evidentemente, muita vontade de fumar. Isso ocorre principalmente nas duas primeiras semanas sem fumo, enquanto seu corpo se adapta à ausência da nicotina. Esse será o período mais difícil e, para superar com êxito essa fase crítica, você precisará usar todos os recursos pessoais, envolvendo a força de vontade e a ajuda da família e dos amigos.

Como lidar com situações tentadoras.

Situações tentadoras são aquelas que levam você a acender um cigarro como, por exemplo, tomar café ou cerveja e conviver com situações estressantes. Elas são mais intensas nos três primeiros meses sem o cigarro. Procure evitar estas situações tentadoras e lembre-se de que fumar é um hábito que você pode eliminar.

Envolva um amigo ou membro da família.
Peça a seu amigo ou cônjuge que, junto com você, pare de fumar. Isso servirá de apoio para vocês dois. Conte a seus amigos e familiares que você vai parar de fumar. Eles podem ser uma fonte importante de apoio antes e depois de você parar.
Não se esqueça de que parar de fumar é mais fácil do que ficar definitivamente sem fumar.
Você pode ser um daqueles que consegue parar na primeira tentativa e isto de fato acontece.

SEGUNDO PASSO:
Mude seus hábitos.

Antes de chegar o dia escolhido por você para deixar de fumar, seus hábitos podem ser alterados de muitas maneiras, ajudando você a se tornar um ex-fumante.

Torne o fumo inconveniente.
Espere até que a carteira de cigarros esteja vazia antes de comprar outra. Pare de levar a carteira com você para o trabalho ou para casa. Isso vai dificultar seu acesso ao cigarro. Ao invés de procurar automaticamente pelo cigarro, fume apenas quando você realmente quiser. Evite acender o cigarro simplesmente por hábito. Torne-se atento a cada cigarro, fumando com a outra mão ou colocando-o em locais não habituais, para acabar com o "fumo automático". Olhe-se no espelho a cada vez que acender um cigarro e questione se você realmente precisa disso. Não esvazie seu cinzeiro. Isto lhe dará uma forte lembrança de quantos cigarros você esta fumando. A aparência e o cheiro dos tocos de cigarro são muito desagradáveis!

Tente diminuir o número de cigarros.

Decida quantos cigarros você fumará por dia e quando. Adie em uma hora o seu primeiro cigarro do dia. Fume, então, apenas a metade do cigarro. Mude seus hábitos alimentares de maneira a evitar o fumo. Por exemplo: se você geralmente fuma estimulado pelo café, tente substituí-lo por água ou suco.

Troque a marca do cigarro por outra que não seja tão boa quanto a que você fuma.

Poucas semanas antes do dia D, fume cigarros que contenham menor teor de alcatrão e nicotina e não fume mais com inalação profunda ou freqüente. O objetivo é diminuir o teor de nicotina, para acostumar seu corpo com menor quantidade.